Como novos parceiros entram na Target Teal

Em Junho de 2018, um novo parceiro juntou-se à Target Teal. Escrevemos este texto para dar as boas vindas ao Hugo Barbosa, novo Tealer, e também explicar em detalhes como novos parceiros entrarão para a org-rede.

Hugo BarbosaO Hugo é Agile Coach e participou conosco de projetos de ágil e autogestão na eduK, um cliente da Target Teal.

Para que a entrada do Hugo fosse possível, fizemos uma alteração no contrato-mãe que dá espaço para uma nova categoria de parceria: os Parceiros em Transição.

Até então, para entrar na Target Teal era necessário que todos os parceiros presentes aprovassem a entrada do(a) nova(a) parceiro(a). Este modelo serviu por um tempo, mas agora que novamente nos deparamos com a necessidade de crescimento, percebemos o quanto ele era falho. Não tínhamos clareza de quais eram os critérios, nem como realizar esse processo de convidar um(a) novo(a) sócio(a).

Para facilitar a transição de pessoas para dentro da Target Teal, criamos um modelo de experimentação (trial). Mas antes de entrarmos em detalhes no modelo, precisamos compreender a diferença entre os Parceiros Titulares e em transição.

Parceiros Titulares e Parceiros em Transição

Existem dois tipos de parceiros que assinam o contrato mãe da Target Teal:

Parceiros Titulares: Os Parceiros Titulares podem convidar pessoas de fora para se tornarem Parceiros em Transição através do processo descrito abaixo. Eles também podem propor que outros Parceiros em Transição tornem-se Parceiros Titulares ou propor o término da relação de Parceiros em Transição com a Target Teal.

Parceiros em Transição: Estes não podem fazer nenhuma das 3 coisas acima, ou seja, convidar, promover ou terminar a relação de Parceiros em Transição. Fora isso não há diferença.

Ambas as categorias podem utilizar o Fundo Distribuído e devem contribuir quando obtiverem receitas utilizando a marca Target Teal. Ambos também podem participar da estrutura organizacional da TT, desempenhando papéis, processando tensões, etc.

O único caminho possível para se tornar um Parceiro Titular é primeiro passar pela experimentação como um Parceiro em Transição e depois tornar-se um Parceiro Titular.

Tornando-se um Parceiro em Transição

Existem dois caminhos possíveis para um novo Tealer tornar-se Parceiro em Transição.

  • Partindo da própria pessoa, expressando seu desejo de fazer parte da Target Teal e acionando algum Parceiro Titular;
  • Partindo de algum Parceiro Titular da Target Teal, expressando o seu desejo que a pessoa proposta faça parte da Target Teal;

Em ambos os casos, a entrada de um Parceiro em Transição é proposta utilizando o processo integrativo de tomada de decisão por alguém que já é Parceiro Titular. Ou seja, a proposta é aprovada se não houverem objeções. Em caso de objeções, elas poderão ser integradas normalmente. Para os que têm experiência prática com Holacracia ou O2, isso seria equivalente a uma proposta de governança (Holacracia) ou de mudança na estrutura no modo adaptar (Organização Orgânica). Se você tiver dúvidas sobre como isso funciona, entre em contato ou comente abaixo. 😉

Toda a proposta de adição de um novo Parceiro em Transição deve ser embasada em uma tensão, mesmo que o desejo parta do novo parceiro proposto. O Parceiro Titular que está propondo deve ser capaz de explicar como essa tensão se manifesta e como a adição de um novo Parceiro em Transição ajuda a Target Teal a melhor expressar o seu propósito.

Período de experimentação

Depois que a sua entrada como Parceiro em Transição for proposta e aprovada, você está automaticamente no período de experimentação. Isto significa que você terá acesso a todos os ativos da Target Teal, incluindo e-mail, holaSpirit, participação nas reuniões, etc. Lembre-se que há pouca diferença prática entre Parceiros em Transição e Parceiros Titulares.

Automaticamente a cada 3 meses, o papel Target Tealer Host oferecerá ao Parceiro em Transição 3 caminhos possíveis:

  1. Prorrogar: Caso o Parceiro em Transição não se sinta apto (ver critérios de avaliação mais abaixo) ou então não estiver certo que deseja estabelecer uma relação de mais longo prazo com a Target Teal, ele pode prorrogar o período de experimentação por mais 3 meses.
  2. Promover: Se o Parceiro em Transição já se sentir apto, ele poderá propor a promoção da relação para Parceiro Titular. Para isso, também utilizamos o processo integrativo, verificando se não existem objeções à proposta e as integrando se possível.
  3. Terminar: Se o Parceiro em Transição não quiser continuar na Target Teal, ele poderá terminar o seu próprio contrato e deixar a parceira. Neste caso, não é necessário integrar objeções. O parceiro deve apenas cumprir com as obrigações acordadas inicialmente. Esta opção está disponível a qualquer momento, não somente na janela de 3 em 3 meses.

Estes caminhos poderão ser acionados fora do período de 3 meses. O ciclo trimestral serve apenas como um lembrete da condição do Parceiro em Transição, para que todos olhem para isso com atenção.

O que consideramos importante para um Parceiro em Transição se tornar um Parceiro Titular

Atualmente, consideramos que essas 3 coisas são importantes para que um Parceiro em Transição proponha a sua alteração para Parceiro Titular:

  1. Post para o blog. Acreditamos que a capacidade de expressar ideias com clareza na forma de texto é importante para um membro da Target Teal. Ou seja, ele/ela deve ter condições de escrever um post simples para o nosso blog.
  2. Atuação em papel de suporte. Esperamos que novos parceiros também consigam agregar valor à Target Teal através dos papéis de suporte (aqueles que não recebem receita diretamente). Como utilizamos autoalocação, basta que você escolha algum papel na nossa estrutura e comece a trabalhar nele.
  3. Projeto de consultoria e/ou treinamento com outro Teal Agent. Ter alguma experiência de trabalho de consultoria e/ou treinamento com um cliente em conjunto com um Parceiro Titular parece ser importante para que o novo membro tenha plena condições de atuar posteriormente de forma sustentável.

Por que me tornar um Parceiro Titular?

Acreditamos que o maior valor em se tornar um Parceiro Titular da Target Teal seja muito mais simbólico do que prático. Esse título mostra que você está preparado para expressar o propósito da Target Teal em plena potência e que também há disposição dos outros Tealers em trabalhar com você.

Existe uma vantagem prática também, que é a capacidade de você convidar novos Parceiros em Transição e poder levantar objeções em relação à entrada deles/delas. Ou seja, você participa do crescimento da org-rede de forma mais ativa.

Modelo em experimentação

Adivinhe! O modelo em experimentação está em experimentação. Hugo, nosso estreante, logo mais poderá contar mais detalhes sobre essa experiência. Nossa única expectativa é que o modelo evolua a partir das descobertas e aprendizados da organização. Comente abaixo o que achou. 🙂

Por |2018-07-25T19:50:19+00:00julho 25, 2018|Gestão, Histórias|1 Comentário

Sobre o Autor:

Davi é um transformador de organizações e desenvolvedor de software social. Não satisfeito com as mudanças realizadas em times de desenvolvimento de software como Agile Coach, resolveu abordar um problema organizacional mais profundo: a forma como lidamos com autoridade dentro de empresas. É amante dos temas desenvolvimento organizacional, produtividade, futuro do trabalho e organizações evolutivas. Davi também é pioneiro na prática de Holacracia no Brasil.

Um Comentário

  1. Rodrigo Scarano 2 de agosto de 2018 at 09:37 - Reply

    Muito legal essa iniciativa. Aqui na Target Sistemas estamos no processo de implementação do O2 e aprendendo na pratica como utilizar o modelo em nosso dia a dia. Espero que futuramente posso me tornar um parceiro em transição pois acredito muito nesse modelo. Abração.

Deixe um comentário